My photo
Um escritor, um poeta, um aventureiro,

Saturday, 24 October 2009

UNMIT DEFENDE CORTE CUIDADOSO DE FORÇA POLICIAL


.
Atul Khare – UNMIT

Pollyana de Moraes, da Rádio ONU em Nova York – 23.10.2009

Missão da ONU no Timor afirma que autonomia das instituições deve começar gradualmente; Ban Ki-moon diz que situação no país permanece frágil

O Representante das Nações Unidas no Timor Leste, Atul Khare, pediu nesta sexta-feira que qualquer corte de forças internacionais de segurança no país seja feito de maneira cuidadosa.

Em discurso ao Conselho de Segurança, na sede da ONU, em Nova York, ele disse que o presidente José Ramos-Horta e outras autoridades locais esperam que o país possa, em breve, operar suas instituições, sem depender de forças policiais da ONU.

Autonomia

Khare, que é também chefe da Missão Integrada das Nações Unidas para o Timor-Leste, Unmit, lembrou que a organização tem trabalhado para garantir, passo a passo, a autonomia do jovem país.

Ele afirmou que o desenvolvimento local não depende da ocorrência de crises, mas de como elas poderão ser solucionadas no futuro.

O chefe da Unmit parabenizou ainda o sucesso das eleições de autoridades comunitárias no Timor, realizadas no início do mês.

Durante os debates de setembro da Assembleia Geral, o ministro das relações exteriores do país, Zacarias Albano da Costa, disse à Rádio ONU, que o Timor-Leste ainda precisa do apoio da comunidade internacional.

Frágil

"Isto é um trabalho, um esforço conjunto com a comunidade internacional e com as Nações Unidas. E, portanto, julgo que os últimos dois anos provam que, longe de ser um estado falhado, Timor é uma experiência de sucesso", disse.

No seu último relatório sobre o Timor-Leste, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que a situação do país permanece frágil, apesar dos avanços alcançados neste ano.

No comments:

Post a Comment